TheGoldenAura

A entropia da música

Monday, June 25th, 2007

Acredito num futuro com uma rede de livre distribuição de música protegida apenas com licenças do género Creative Commons, onde os músicos trabalham tocando ao vivo.

Sempre que vejo uma notícia sobre a pirataria musical ou de novas técnicas no combate a esta praga, não consigo deixar de pensar que o fenómeno (pirataria musical) chega a ter algo de belo.

Luto para que todos tenhamos livre acesso ao conhecimento e vejo neste fenómeno algo semelhante, uma luta pela arte para todos.

A música é arte, “roubam” arte para a consumir.

O combate a esta força gigante colectiva é, na minha opinião, uma luta perdida.

Todos os sistemas de anti-piracy utilizados até hoje, fracassaram redondamente.

É verdade que a pirataria pode reduzir os lucros de uma indústria habituada a ser altamente rentável. A pirataria pode mudar o mercado, não obrigatoriamente para prejuízo da música e muitas indústrias outrora rentáveis desapareceram.

Na minha opinião o workflow a que estamos habituados — músico que faz música, editora e músico assinam contrato, editora faz single, editora paga aos media para bombardearem o público com a música, editora faz disco, músico dá concertos de promoção do disco, editora e músico ganham muito dinheiro porque disco vendeu muito… — irá forçosamente mudar.

Acredito num futuro com uma rede de livre distribuição de música protegida apenas com licenças do género Creative Commons, onde os músicos trabalham tocando ao vivo.

Havendo espaço comercial para a edição de objectos (outrora produzidos em massa) mas desta vez muito cuidados, realmente objectos de culto e colecção. Todos gostamos de ter aquele livro ou aquele disco no nosso espaço.

Falo de arte e de música, o mais importante em todo este processo, e neste futuro idealizado seriam ambas as beneficiadas.

Tags: , ,